Livro da semana: "Príncipe do Equador"

Príncipe do Equador
Edição ou reimpressão: 
Editor: Edições Colibri
Páginas: 268

SINOPSE
Acredito que não haverá uma única família portuguesa sem relação, directa ou indirecta, com Angola, Moçambique, S. Tomé e Príncipe, Guiné ou Cabo Verde. À vez, todos estes territórios foram parte de um império que criou laços emocionais, políticos e culturais.
Independentemente das contingências históricas que os unem e desunem, portugueses e africanos estarão para sempre ligados. Pela história, pelo presente e pelo futuro.
Quem conhece todas estas latitudes sabe que não são os governos que fazem os afectos entre os povos, mas sim as pessoas que vivem o seu dia-a-dia com referências quase impossíveis de apagar. (…)
Esta capacidade de retratar aspectos da realidade africana, é tanto mais surpreendente quando surge de um homem reservado, contido, europeu, discreto, analítico, moldado no rigor das leis e pragmatismo dos resultados. Em tudo diferente do estereótipo tropicalista.
Este é o desafio do Nuno Rodrigues. Ele atreveu-se a contar uma história dividida entre Lisboa, São Tomé e o Príncipe. Escrevendo sobre o que conheceu e viveu, sobre o que não viu mas que poderia ter testemunhado. Ele elaborou sobre desejos e fantasias que deram forma às personagens deste romance. [do Prefácio, de Paulo Salvador]

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Livro da semana: "1089"

Livro da semana: "Todos os caminhos"

Livro da semana: "Desfocado"