Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2009

"Arquivo Nacional" - 1937

Imagem
q

q

Alexandre Herculano 1810-1877

Imagem
Alexandre Herculano de Carvalho e Araújo nasceu em Lisboa a 28 de Março de 1810 e faleceu em Santarém a 13 de Setembro de 1877. Foi um escritor da era do romantismo, um historiador, um jornalista, e um poeta português. q A Obra q Herculano deixou ensaios sobre diversas questões polémicas da época, que se somam à sua intensa actividade jornalística. A parte mais significativa da obra literária de Herculano se concentra em seis textos em prosa, dedicados principalmente ao género conhecido como narrativa histórica. Esse tipo de narrativa combina a erudição do historiador, necessária para a minuciosa reconstituição de ambientes e costumes de épocas passadas, com a imaginação do literato, que cria ou amplia tramas para compor seus enredos. Dessa forma, o autor situa acção num tempo passado, procurando reconstituir uma época. Para isso, contribuem descrições pormenorizadas de quadros antigos, como festas religiosas, indumentárias, ambientes e aposentos, topografias de cidades. São frequentes a…

Passatempos da Direcção Geral do Livro e das Bibliotecas

Imagem
No âmbito do Dia Mundial do Livro, a DGLB propõe dois passatempos: “Um livro numa frase” e "Um livro numa foto". q "Um livro numa frase" q Durante o mês de Abril, os alunos do 1º e 2º ciclos deverão ler um livro e escrever uma frase que promova esse livro junto dos colegas. Por que motivo gostaram, o que é que sentiram, como é que o resumiriam são algumas das perguntas que poderão estar na origem da frase.
Uma tabela com os livros lidos e as respectivas frases de incentivo à leitura será disponibilizada na página Web da DGLB. Desta forma, reunir-se-á um conjunto de sugestões feito pelas próprias crianças.
q
Regulamento
1. Podem concorrer os alunos do 1º e 2º ciclos.
2. Para além dos dados que identificam o candidato (nome, idade, contacto e escola), as frases deverão ser acompanhadas dos seguintes elementos sobre a obra lida: autor, título, ilustrador, editora e ano de publicação.
3. Um júri constituído por representantes da DGLB e do Plano Nacional de Leitura escolherá as …

Patrick Süskind

Imagem
Patrick Süskind nasceu em Ambach am Starnberger See, Munique a 26 de Março de 1949.
Ele é o autor do internacionalmente aclamado best-seller "O Perfume: história de um assassino" de 1985.
Patrick Süskind vive em Ambach, Alemanha, raramente dá entrevistas ou aparece em público, preferindo levar uma vida isolada.

Hora do Conto

Imagem
Visita das crianças do Jardim de Infância do Rego para assistirem à Hora do Conto - "A história da Carochinha"

Livro da Semana

Imagem
As Sereias do Mindelo / Manuel Jorge Marmelo
Edição: 2008
Editor: Livros Quetzal J

Sinopse
k
Depois de ter vivido uma depressão motivada por um desgosto de amor, um homem julga apaixonar-se, sucessivamente (à medida das suas viagens por Angola, Açores, Brasil ou Galiza), por várias mulheres que acabam por estar relacionadas com o Mindelo, a capital da ilha de São Vicente, Cabo Verde. A sua busca leva-o a imaginá-las como sereias, e a lidar com Ana, Priscila, Mireille, Luciana ou Lucirene Patrícia como se fossem mulheres intocáveis, habitantes de um mundo sem perversidade, violência ou traição. Mas a realidade é totalmente diferente - as sereias do Mindelo9são, afinal, puro pecado.

Hora do Conto

Imagem
Visita das crianças do Jardim de Infância de Caçarilhe para assistir à Hora do Conto.

Poesia sim

Tarde de mais...
f
Quando chegaste enfim, para te ver
Abriu-se a noite em mágico luar;
E para o som de teus passos conhecer
Pôs-se o silêncio, em volta, a escutar...
t
Chegaste, enfim! Milagre de endoidar!
Viu-se nessa hora o que não pode ser:
Em plena noite, a noite iluminar
E as pedras do caminho florescer!
t
Beijando a areia de oiro dos desertos
Procurara-te em vão! Braços abertos,
Pés nus, olhos a rir, a boca em flor!
t
E há cem anos que eu era nova e linda!...
E a minha boca morta grita ainda:
Porque chegaste tarde, ó meu Amor?!...
t
Florbela Espanca

Hora do Conto

Imagem
Visita das crianças do Jardim de Infância de Ribas para assistir à Hora do Conto.

Ilse Losa 1913-2006

Imagem
IlseLieblichLosa, escritora portuguesa de origem alemã e de ascendência judaica, nasceu a 20 de Março de 1913, em Bauer, uma cidade perto de Hanover. A primeira infância foi passada com os avós paternos.
Em 1930 está em Londres onde toma conta de crianças durante um ano. De regresso à Alemanha e devido à sua condição de judia é perseguida pela Gestapo e tem de abandonar o seu país, refugiando-se em Portugal onde chega em 1934, radicando-se no Porto. Casa com o arquitecto Arménio Losa e adquire a nacionalidade portuguesa.
A sua obra inclui romances, contos, crónicas, trabalhos pedagógicos e literatura para crianças.
Paralelamente à sua actividade de escritora desenvolveu outras ocupações quer no domínio da tradução, quer como colaboradora em jornais e revistas, alemães e portugueses, de que salientamos o Jornal de Notícias, o Comércio do Porto, o Diário de Notícias, NeueDeutscheLiteratur, entre outros.
IlseLosa está também representada em várias antologias de autores portugueses, tendo el…

Torneio poético: evocação de António Botto e Jorge de Sena

No âmbito do Dia Mundial da Poesia (21 de Março), a Direcção‐Geral do Livro e das Bibliotecas convida o jovem público leitor a participar num torneio poético de evocação de António Botto, por ocasião da passagem de cinquenta anos sobre a morte do poeta, e de Jorge de Sena no nonagésimo aniversário do seu nascimento.
Encarando a leitura regular e o exercício poético como livre e superior expressão do conhecimento humano e da diversidade da natureza humana e como fonte de criatividade e inovação, procura‐se corresponder às recomendações das organizações internacionais no sentido de se promover o diálogo intercultural. p
Regulamento
p
1. Condições de participação
y
O presente torneio dirige‐se a todos os estudantes do 3º ciclo do ensino básico (categoria A) e do ensino secundário (categoria B).
Os trabalhos concorrentes devem ser entregues até ao dia 15 de Maio na Biblioteca Municipal do concelho de residência ou na Biblioteca Escolar do estabelecimento de ensino frequentado. y
2. Modalidades d…

Livro da semana

Imagem
Negócios vigiados / Luís Villalobos, Filipe Fernandes
Pela primeira vez os segredos das relações entre as empresas e a PIDE
Edição: 2008
Editor: Oficina do Livro
hh
Sinopse
ff
Se bem que a principal função da PIDE fosse preservar a "paz social", durante os quase cinquenta anos de ditadura em Portugal a polícia política nunca deixou de estar atenta às empresas, aos empresários e ao mundo dos negócios, na Metrópole ou em África.
Este livro revela, pela primeira vez, os segredos das relações entre as empresas e a PIDE, a vigilância que a polícia política exerceu sobre alguns empresários quando estes divergiam do regime, e as represálias que outros sentiram quando se recusavam a ceder a chantagens e a contribuir para os cofres daquela organização.
Em Negócios Vigiados, os autores revelam ainda como a PIDE evitava as greves, interferia abertamente na promoção dos trabalhadores politicamente adversos ou reprimia os seus protestos de forma a preservar a "normalidade" e a estabili…

Hora do Conto

Imagem
Depois de ouvirem a história as crianças "exploraram" a Sala Infantil: cantaram, pintaram e bricaram com puzzles.

Poesia sim

Todos os dias são dias em que a Terra é celebrada por ser mãe e ser raiz da nossa vida apressada. Quem não ama esta Terra que pertence a todos nós, pode perder a razão, não ter quem lhe ouça a voz, porque a Terra incomodada com o mal que lhe fazem tem direito a estar zangada, mandando a chuva e o tornado contra quem a humilha e faz dela uma ilha no meio do universo, vertendo a dor e queixa na triste beleza de um verso. k José Jorge Letria, "O Livro dos dias"

Tema do Mês: Foral de Celorico de Basto 1520

Imagem
"Foral da Terra de Celloryco de Basto" o "Dom Manuel per graça de Deus Rey de portugal e dos algarves daquem e dallem mar em affrica Senhor de guine e da conquista e navegaçam e comercio da etyopia arabia persia e da india. A quantos esta carta de foral dado pera sempre a terra castello e concelho de cellorico de basto virem fazemos saber que por quanto na dita terra nom ouve foral..." 0


koo
Évora, 29 de Março 1520
Celorico de Basto foi couto de homiziados (fugidos à justiça), criado em 1441 pelo infante D. Pedro, que tentava assim remediar os prejuízos do despovoamento da região. Caberia no entanto a D. Manuel I conceder foral ao concelho de Celorico de Basto, em Évora, a 29 de Março de 1520.
É rica a história de Celorico de Basto, sobretudo porque referencia muitas e ilustres personagens dos primórdios tempos da sua fundação, como da longa época régia de Portugal. Subjacente a tudo isto está a nobreza dos títulos de tão altas individualidades e das casas e quintas que l…

António Botto (1897-1959)

Imagem
Assinalam-se hoje os 50 anos da morte do poeta português António Botto.
António Botto nasceu numa aldeia do concelho de Abrantes em 1897 e morreu no Rio de Janeiro no dia 17 de Janeiro de 1959, em consequência de atropelamento. Ainda criança veio com os pais para Lisboa, registando em alguns livros vivo testemunho do seu conhecimento da faina portuária e do quotidiano do bairro popular de Alfama, que seria cenário da novela dramática "António" (1933), da peça em três actos, "Alfama" (1933), e de boa parte da sua obra poética. Autor também de contos infantis, reunidos em "O Livro das Crianças" (1931), em "O Meu Amor Pequenino" (1934) e mais tarde em "Os Contos de António Botto para Crianças e Adultos"(1942). Seriam no entanto sobretudo as "Canções" (1ª edição: 1921) que lhe dariam lugar de relevo na história da literatura portuguesa contemporânea. O trabalho numa livraria da baixa de Lisboa proporcionou-lhe o convívio com algun…

Francisco José Viegas completa hoje 47 anos

Imagem
Francisco José Viegas nasceu em Vila Nova de Foz Côa a 14 de Março de 1962.
Como jornalista trabalhou em mais de dez títulos da imprensa portuguesa: Jornal de Letras, Expresso, Semanário, O Liberal, O Jornal, Se7e, Visão, Diário de Notícias, O Independente, Notícias Magazine, Record, Elle, Volta ao Mundo, Oceanos. Foi director das revistas Ler, Grande Reportagem e Gazeta dos Desportos. A partir de Janeiro de 2006 foi director da Casa Fernando Pessoa, em Lisboa; em Fevereiro de 2008 regressou à direcção da revista Ler. Publicou obras de divulgação, poesia, romances, contos, teatro e relatos de viagens. Em 2006, Longe de Manaus (romance policial) recebeu o Grande Prémio de Romance e Novela, atribuído pela Associação Portuguesa de Escritores. É autor do blogue http://origemdasespecies.blogs.sapo.pt w Obras:
w
Poesia
e
O Verão e Depois (1978)
Fascínio da Monotonia (1982)
Olhos de Água (1983)
Paisagens, Caligrafias (1983)
As imagens (1987)
Todas as coisas (1988)
Poemas (1988)
O Medo do Inverno Seguido …

Livro da Semana

Imagem
No Tempo dos Francezes / Francisco da Fonseca Benevides
Edição: 2008
Editor: Tribuna da História
d
Sinopse
'
No âmbito do bicentenário das Invasões Francesas, a editora Tribuna da História dá início a uma colecção exclusivamente dedicada ao género literário, tão complexo quanto fascinante, do romance histórico. Da autoria de Francisco da Fonseca Benevides, o volume que inaugura a colecção conheceu a sua terceira e última edição em 1908, ou seja, há precisamente 100 anos. Razão mais do que suficiente para a Tribuna da História reeditar em fac-simile e em quarta edição esta preciosidade do panorama literário português. O objectivo é manter todo o rigor e fascínio originais desta edição já centenária, que, para além de uma envolvente intriga amorosa, presenteia o leitor com um notável fresco da vida em Portugal no tempo das invasões napoleónicas. b Boas Leituras

Livros de Camilo Castelo Branco na Biblioteca Municipal, séculos XIX e XX

Imagem
História e sentimentalismo / Camilo Castelo Branco. - Porto : Livraria Chardron, 1903
q

A caveira da mártir / Camilo Castelo Branco. - Lisboa : Tavares Cardoso & Irmão, 1902. - (Romances Nacionais ; 1)
eu

Agulha em palheiro / Camilo Castelo Branco. - 2ª ed. - Porto : Em Casa da Viúva Moré Editora, 1865
8

Esboços de apreciações literárias / Camilo Castelo Branco. - Porto : Viuvá Moré ed., 1865
q

Horas de paz : escritos religiosos / Camilo Castelo Branco. - 3ª ed., revista e aumentada. -Lisboa : Parceria António Maria Pereira, 1903. - 2 vol o
O regicida : romance histórico / Camilo Castelo Branco. - Lisboa : Livraria Editora de Tavares Cardoso & Irmão, 1874
w
Castilho e Camilo: correspondência trocada entre os dois escritores / António Feliciano de Castilho e Camilo Castelo Branco ; pref. e notas de João Costa. - Coimbra : Imprensa da Universidade, 1924 +

Correspondência epistolar entre José Cardoso Vieira de Castro e Camilo Castelo Branco / Camilo Castelo Branco. - 2ª ed. - Lisboa : Parceria…

Raul Brandão: 1867-1930

Imagem
Raul Brandão nasceu na Foz do Douro a 12 de Março de 1867 e faleceu em Lisboa a 5 de Dezembro de 1930, militar, jornalista e escritor português, famoso pelo realismo das suas descrições e pelo liricismo da linguagem. p







Obras de Raul Brandão:
o
Impressões e Paisagens (1890);
História de um Palhaço (1896);
O Padre (1901);
A Farsa (1903);
Os Pobres (1906);
El-Rei Junot (1912);
A Conspiração de 1817 (1914);
Húmus (1917)
Memórias (vol. I), (1919);
Teatro (1923);
Os Pescadores (1923);
Memórias (vol. II), (1925);
As Ilhas Desconhecidas (1926);
A Morte do Palhaço e o Mistério das Árvores (1926);
Jesus Cristo em Lisboa, em colaboração com Teixeira de Pascoaes, (1927);
O Avejão (1929);
Portugal Pequenino, em colaboração com Maria Angelina Brandão, (1930);
O Pobre de Pedir (1931);
Vale de Josafat (vol. III das Memórias), (1933).
i
Pode consultar as suas obras na Biblioteca Municipal.

Livros do Século XIX

Imagem
Brevissimas considerações sobre o Decreto do 1º de Agosto / A. R. O. Lopes Branco. - Lisboa : Tipographia de José Baptista Morando, 1844 Consulta local o
Cursos juridicos das faculdades de canones e de leis. - [S.l. : s.n.] o
Diario do Governo. - Nº 66 (mar.1845). - Lisboa : Imprensa Nacional, 1845 Descrição baseada no Nº 66 (mar.1845). - Consulta local o

Reforma Judicial decretada em 21 de Maio de 1841 . - 3 ed. - Lisboa : Imprensa Nacional, 1867 8

Digesto português ou tratado dos direitos e obrigações civis para servir de subsidio ao novo codigo civil / J. H. Corrêa Telles. - 2ª ed., correcta e augmentada pelo autor. - Coimbra : Imprensa da Universidade, 1835 Consulta local. - Página de rosto foi propositadamente cortada para retirar uma rúbrica 6
Segundas linhas sobre o processo civil / Manuel de Almeida e Sousa. - Lisboa : Impressão Regia, 1817. - 3 vol Consulta local i


Constituição politica da monarquia portuguesa. - Lisboa : Imprensa Nacional, 1822-1838 Consulta local «
Tabela dos emolumentos e sa…