Poesia sim...

Quanto Sinto, PensoSevero narro. Quanto sinto, penso. 
Palavras são idéias. 
Múrmuro, o rio passa, e o que não passa, 
Que é nosso, não do rio. 
Assim quisesse o verso: meu e alheio 
E por mim mesmo lido. 

Ricardo Reis, in "Odes" 
Heterónimo de Fernando Pessoa

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Livro da semana: "Todos os caminhos"

Livro da semana: "A princesa Sofia e a fada trapalhona"

Livro da semana: "Os pássaros também choram" de Tiago Seixas