Poesia sim...

O Amor não Tem Nenhuma Parte TerrenaDIZ QUE O SEU AMOR NÃO TEM NENHUMA PARTE TERRENA 

    Por ser maior o cerco de ouro ardente 
do sol que o globo opaco que é a terra, 
e menor que este o que à lua encerra 
as três caras que mostra diferente, 
    ora a vemos minguante, ora crescente, 
ora na sombra o eclipse a enterra; 
porém aos seis planetas não faz guerra, 
nem uma estrela sua injúria sente. 
    A fogueira do meu amor, cravada 
no zénite do vasto firmamento, 
não baixa em sombras ou está eclipsada. 
    Manchas da terra não as experimento: 
que sua noite dista da sagrada 
região onde minha fé tem seu assento,    

Francisco Quevedo, in 'Antologia Poética' 
Tradução de José Bento

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Livro da semana: "Todos os caminhos"

Livro da semana: "A princesa Sofia e a fada trapalhona"

Livro da semana: "Os pássaros também choram" de Tiago Seixas