Poesia sim...

Nona SinfoniaÉ por dentro de um homem que se ouve 
o tom mais alto que tiver a vida 
a glória de cantar que tudo move 
a força de viver enraivecida. 

Num palácio de sons erguem-se as traves 
que seguram o tecto da alegria 
pedras que são ao mesmo tempo as aves 
mais livres que voaram na poesia. 

Para o alto se voltam as volutas 
hieráticas    sagradas    impolutas 
dos sons que surgem rangem e se somem. 

Mas de baixo é que irrompem absolutas 
as humanas palavras resolutas. 
Por deus não basta. É mais preciso o Homem. 

Ary dos Santos, in 'O Sangue das Palavras'

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Livro da semana: "Todos os caminhos"

Livro da semana: "A princesa Sofia e a fada trapalhona"

Livro da semana: "Os pássaros também choram" de Tiago Seixas