Poesia sim...

Ser

Cansada expectativa tão ansiosa
que ser só eu na minha vida espalha!
Na longa noite em que se tece a malha
do que não serei nunca, fervorosa

minha presença rútila e curiosa
arde sombria como um arder de palha,
curiosa apenas de saber se goza
o voar das cinzas quando o vento calha

lá onde o levantá-las é verdade.
Inutilmente se mistura tudo,
que a mesma ansiedade, já esquecida,

de novo recomeça. Mas quem há-de
contrariá-la? Eu não, que não me iludo:
Viver é isto, quando se é só vida.

Jorge de Sena, in 'Post-Scriptum'

Comentários

  1. Excelente escolha de post.
    Embora a minha "área de actuação" seja o romance (remeto para o meu blogue, que dá pelo nome de pro(e)scrito, http://www.cbmachadoblogspot.com, reconheço que se escreve e se lê muito melhor a prosa (maior prazer, maior sentido estético) se se ler poesia

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Mensagens populares deste blogue

Livro da semana: "1089"

Livro da semana: "Todos os caminhos"

Livro da semana: "Desfocado"