Pepetela recebe "honoris causa"

O escritor angolano Pepetela recebeu ontem, às 16.00, o doutoramento honoris causa da Universidade do Algarve. A cerimónia decorreu no Grande Auditório do recinto universitário de Gambelas, em Faro, e contou com a presença de nomes como José Mariano Gago, ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, e do embaixador da República de Angola em Portugal, José Marcos Barrica. António Correia e Silva, reitor da Universidade de Cabo Verde, apadrinhou a entrega do doutoramento a Pepetela. Político, professor, guerrilheiro e escritor, Artur Carlos Maurício dos Santos (Pepetela) nasceu em Benguela, Angola, em 1941, e licenciou-se em Sociologia em Argel (Argélia), onde ficou durante a guerra colonial, depois de ter estado exilado em Paris (França). Publicou o seu primeiro romance, As Aventuras de Ngunga, em 1972, embora já anteriormente tivesse escrito Muana Puó, em 1968. Em 1975, com a independência de Angola, foi nomeado vice- -ministro da Educação do Governo de Agostinho Neto, mandato que exerceu por sete anos e durante o qual publicou vários romances, incluindo Mayombe, que chegou às editoras em 1980. Porém, foi em 1984 que publicou Yaka, romance histórico que simboliza a dedicação de Pepetela à história e identidade nacional de Angola. Ler no Diário de Notícias

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Livro da semana: "Todos os caminhos"

Livro da semana: "A princesa Sofia e a fada trapalhona"

Livro da semana: "Os pássaros também choram" de Tiago Seixas