Milan Kundera vence prémio Reino de Redonda


O escritor checo Milan Kundera venceu o 10.º Prémio Reino de Redonda pela "grande qualidade da sua obra de ficção, que reflecte as ambiguidades e contradições dos indivíduos do nosso tempo, tanto em regimes ditatoriais como democráticos".
O galardão, instituído pelo escritor espanhol Javier Marías, através da editora Reino de Redonda, para distinguir o conjunto da obra de um escritor ou de um cineasta estrangeiro, tem o valor de 3000 euros e atribui igualmente um título nobiliárquico fictício.
Assim, Milan Kundera será, a partir de hoje, Duque de Amarcord.
O autor de "A insustentável leveza do ser" foi escolhido para este título como saudação a Fellini e declarou sentir-se "agradecido, honrado e divertido" pela atribuição do prémio, cuja continuidade em 2011 dependerá dos membros do júri, segundo referiu Javier Marías na acta da votação. Ler mais no
Público

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Livro da semana: "1089"

Livro da semana: "Todos os caminhos"

Livro da semana: "Desfocado"