Parabéns Agustina



Agustina Bessa-Luís nasceu em Vila Meã, Amarante, em 1922. A família do seu pai era do Norte do país e a sua mãe era espanhola.

Começou a escrever aos 16 anos e em 1950 publicou o seu primeiro romance, “Mundo Fechado”. O reconhecimento chegaria em 1952, com a atribuição do Prémio Delfim de Guimarães ao livro “Sibila”, galardoado no ano seguinte com o Prémio Eça de Queiroz.
Estreou-se no teatro em 1958 com “O Inseparável”.

Foi membro do conselho directivo da Comunitá Europea degli Scrittori (Roma, 1961-1962).

Entre 1986 e 1987 foi Directora do diário O Primeiro de Janeiro (Porto). Entre 1990 e 1993 assumiu a direcção do Teatro Nacional de D. Maria II (Lisboa) e foi membro da Alta Autoridade para a Comunicação Social.

É membro da Academie Européenne des Sciences, des Arts et des Lettres (Paris), da Academia Brasileira de Letras e da Academia das Ciências de Lisboa, tendo já sido distinguida com a Ordem de Sant'Iago da Espada (1980), a Medalha de Honra da Cidade do Porto (1988) e o grau de "Officier de l'Ordre des Arts et des Lettres", atribuído pelo governo francês (1989).

Várias obras suas foram traduzidas em diversos países e algumas foram adaptadas ao cinema por Manoel de Oliveira, como “Francisca”, “Vale Abraão” e “As Terras de Risco”. O seu romance “As Fúrias” foi adaptado ao teatro por Filipe La Féria.

Prémios

Prémio Delfim Guimarães (Guimarães Editores), 1953 (A Sibila )
Prémio Eça de Queirós (Secretariado Nacional de Informação), 1954 (A Sibila )
Prémio Ricardo Malheiros (Academia das Ciências de Lisboa), 1966 (Canção Diante de uma Porta Fechada)
Prémio Nacional de Novelística (Secretariado Nacional de Informação), 1967 (Homens e Mulheres )
Prémio "Adelaide Ristori" (Centro Cultural Italiano de Roma), 1975
Prémio Ricardo Malheiros (Academia das Ciências de Lisboa), 1977 ( As Fúrias )
Prémio Pen Club Português de ficção, 1980 (O Mosteiro )
Prémio D. Dinis (Casa de Mateus), 1980 (O Mosteiro)
Prémio da Cidade do Porto, 1982
Grande Prémio de Romance e Novela da Associação Portuguesa de Escritores, 1983 (Os Meninos de Ouro)
Prémio RDP - Antena 1, 1988 (Prazer e Glória )
Prémio Seiva de Literatura (Companhia de Teatro Seiva Trupe),1988
Prémio da Crítica (Centro Português da Associação Internacional de Críticos Literários), 1993 (Ordens Menores)
Prémio União Latina (Itália), 1997 (Um Cão que Sonha)
Prémio Camões, 2004 - o mais importante prémio literário da língua portuguesa

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Livro da semana: "Todos os caminhos"

Livro da semana: "A princesa Sofia e a fada trapalhona"

Livro da semana: "Os pássaros também choram" de Tiago Seixas