Livros para o outono

"Caim", que Saramago escreveu em quatro meses, é uma reflexão, num registo humorístico e irónico, sobre "Que diabo de Deus é este que, para enaltecer Abel, despreza Caim?" - segundo o autor - e estará nas livrarias no final do mês de Outubro, editado pela Caminho, um ano depois de A Viagem do Elefante.

Também um ano após a publicação da sua última obra,"O Arquipélago da Insónia", António Lobo Antunes apresenta agora "Que Cavalos são Aqueles que fazem Sombra no Mar?", cujo título foi buscar a uma frase que ouviu o seu amigo Vitorino cantar.
O novo livro de Lobo Antunes será lançado em Outubro pela Dom Quixote, que edita também uma nova obra de Luísa Costa Gomes, intitulada "Ilusão ou O Que Quiserem".

"O Mar em Casablanca" - assim se chama o novo policial de Francisco José Viegas protagonizado por Jaime Ramos, o detective dos seus anteriores romances - será publicado pela Porto Editora a 08 de Outubro.

O jornalista e escritor Mário Zambujal está de volta à ficção pela mão da Planeta com "Uma Noite não são Dias", cuja acção decorre em 2044.

A Assírio & Alvim vai apresentar em Outubro "Blackpot", uma novela policial inédita de Dinis Machado (1930-2008) que, embora assinada com o seu pseudónimo, Dennis McShade, não é protagonizada por Peter Maynard, herói dos outros três policiais do autor reeditados pela mesma chancela.

A QuidNovi lança em Setembro "Os Dias de Saturno", uma nova obra de Paulo Moreiras que, depois de "A Demanda de D. Fuas Bragatela", regressa ao romance histórico com dois alquimistas, ambos notáveis homens do seu tempo: o cozinheiro de D. Pedro II, Domingos Rodrigues, autor do primeiro livro de cozinha português, e Curvo Semedo, o médico da Casa Real Portuguesa.

Afonso Cruz, que publicou no ano passado o thriller satírico "A Carne de Deus", propõe agora "Enciclopédia da Estória Universal", que será editado pela Quetzal.

Ainda em Setembro, a Tinta-da-China edita mais um livro da sua colecção de literatura de viagens: chama-se "Caderno Afegão" da jornalista Alexandra Lucas Coelho.

Para os próximos meses, estão igualmente previstas novas obras de Gonçalo M. Tavares e Valter Hugo Mãe, cujos títulos não são ainda conhecidos, e "O Mundo Branco do Rapaz-Coelho", de Possidónio Cachapa.

Na poesia, a Nova Vega publica em Outubro "Mitografias", um livro de poesia do cabo-verdiano Arménio Vieira, vencedor do Prémio Camões 2009, e a Relógio d’Água propõe "Toldo Azul", de Joaquim Manuel Magalhães.

A principal aposta da Porto Editora para esta rentrée chama-se "Poemas Portugueses" - Uma Antologia de Poemas Portugueses do século XIII ao século XXI e será lançada em Novembro.
Com mais de 2.000 páginas, a antologia conta com organização de Jorge Reis-Sá e Rui Lage, dois poetas de hoje que analisam a poesia de ontem, razão que poderá ditar a ausência de poetas habituais neste tipo de colectânea e a presença de outros habitualmente ignorados ou esquecidos.

Fonte: Lusa/SOL

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Livro da semana: "Todos os caminhos"

Livro da semana: "A princesa Sofia e a fada trapalhona"

Livro da semana: "Os pássaros também choram" de Tiago Seixas