Raul Brandão: 1867-1930

Raul Brandão nasceu na Foz do Douro a 12 de Março de 1867 e faleceu em Lisboa a 5 de Dezembro de 1930, militar, jornalista e escritor português, famoso pelo realismo das suas descrições e pelo liricismo da linguagem.
p







Obras de Raul Brandão:
o
Impressões e Paisagens (1890);
História de um Palhaço (1896);
O Padre (1901);
A Farsa (1903);
Os Pobres (1906);
El-Rei Junot (1912);
A Conspiração de 1817 (1914);
Húmus (1917)
Memórias (vol. I), (1919);
Teatro (1923);
Os Pescadores (1923);
Memórias (vol. II), (1925);
As Ilhas Desconhecidas (1926);
A Morte do Palhaço e o Mistério das Árvores (1926);
Jesus Cristo em Lisboa, em colaboração com Teixeira de Pascoaes, (1927);
O Avejão (1929);
Portugal Pequenino, em colaboração com Maria Angelina Brandão, (1930);
O Pobre de Pedir (1931);
Vale de Josafat (vol. III das Memórias), (1933).

i
Pode consultar as suas obras na Biblioteca Municipal.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Livro da semana: "Todos os caminhos"

Livro da semana: "A princesa Sofia e a fada trapalhona"

Livro da semana: "Os pássaros também choram" de Tiago Seixas