Poesia sim

Todos os dias são dias
em que a Terra é celebrada
por ser mãe e ser raiz
da nossa vida apressada.
Quem não ama esta Terra
que pertence a todos nós,
pode perder a razão,
não ter quem lhe ouça a voz,
porque a Terra incomodada
com o mal que lhe fazem
tem direito a estar zangada,
mandando a chuva e o tornado
contra quem a humilha
e faz dela uma ilha
no meio do universo,
vertendo a dor e queixa
na triste beleza de um verso.
k
José Jorge Letria, "O Livro dos dias"

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Livro da semana: "Todos os caminhos"

Livro da semana: "A princesa Sofia e a fada trapalhona"

Livro da semana: "Os pássaros também choram" de Tiago Seixas