Morreu o escritor americano John Updike

Morreu John Updike, um dos mais prolíferos novelistas norte-americanos do pós-guerra. Foi ontem, em Beverly Farms, Massachussets, em resultado de um cancro. Tinha 76 anos.Updike é visto pelos críticos como um erudito com o génio voltado para temas de sexo, divórcio e outras aventuras, no resumo que a Reuters fez dele, minutos depois de anunciada a morte, comunicada pelo seu editor, Alfred A. Knopf. O escritor venceu o Prémio Pulitzer e foi lido por gerações. Updike escreveu histórias curtas e longas, novelas, romances, ensaios, poemas, críticas, um pouco de tudo. Até sobre "baseball", neste caso num escrito sobre Ted Williams, um campeão da modalidade, que fez sucesso. Desde que começou a escrever, nos anos de 1950, publicou mais de 50 obras. Era um frequente candidato aos Pulitzer, que ganhou duas vezes, com Rabit Is Rich e Rabit at Rest. De outros dos galardões que venceu destaque-se dois National Book Awards. [publico.pt]

Livros de John Updike na Biblioteca Municipal:
  • O Terrorista / John Updike. - Porto : Civilização, 2006
  • Uma questão de confiança / John Updike ; trad. de daniel Gonçalves. - Lisboa : Difel, 1987
  • Couples / John Updike. - [S.l.] : Penguin Books, 1968
  • The centaur / John Updike. - London : Fawcett Crest, [19--?]
  • Marry me / John Updike. - London : Penguin Books, 1976
  • Rabbit redux / John Updike. - [S.l.] : A Fawcett Crest Book, 1972
Boas Leituras

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Livro da semana: "Todos os caminhos"

Livro da semana: "A princesa Sofia e a fada trapalhona"

Livro da semana: "Os pássaros também choram" de Tiago Seixas