Autor do mês: Camilo Castelo Branco


Camilo Ferreira Botelho Castelo Branco (Lisboa, 16 de Março de 1825 — São Miguel de Seide, de Junho de 1890). Camilo foi romancista, cronista, crítico, dramaturgo, historiador, poeta e tradutor.
Teve uma vida atribulada que lhe serviu muitas vezes de inspiração para as suas novelas. Foi o primeiro escritor de língua portuguesa a viver exclusivamente dos seus escritos literários. Apesar de ter de escrever para um público, sujeitando-se assim aos ditames da moda, conseguiu ter uma escrita muito original.


PLÁCIDO, Ana, 1831-1895[Carta, 188?, s.l., a Bernardina Amélia Castelo Branco de Carvalho, Porto] / Anna Augusta Placido. — [4] p. em 1 f. ; 18 x 11,5 cmAutógrafo, a tinta preta, assinado. — Data atribuída segundo texto da carta. — Ana Plácido informa a filha de Camilo Castelo Branco do estado de saúde do romancista e da possível deslocação a Lisboa, a fim de consultar um médico, comentando: «[…] é de recear o enfraquecimento resultante d’esta incerteza em que medicos d’aqui e todos estamos da origem dos seus padecimentos. Entendo que deve consultar um medico intelligente como julgo que os encontrará na capital […]».
BNP Esp. N23/523
ww
Obras de Camilo Castelo Branco:
uu
Anátema (1851)
Mistérios de Lisbo (1854)
A Filha do Arcediago (1854) (eBook)
Livro negro de Padre Dinis (1855)
A Neta do Arcediago (1856)
Onde Está a Felicidade? (1856)
Um Homem de Brios (1856)
Lágrimas Abençoadas (1857)
Cenas da Foz (1857)
Carlota Ângela (1858)
(eBook)
Vingança (1858)
O Que Fazem Mulheres (1858)
O Morgado de Fafe em Lisbos (Teatro, 1861)
Doze Casamentos Felizes (1861)
O Romance de um Homem Rico (1861)
As Três Irmãs (1862)
Amor de Perdição (1862)
(eBook)
Mamórias do Carcere (1862)
Coisas Espantosas (1862)
Coração, Cabeça e Estômago (1862)
Estrelas Funestas (1862)
Anos de Prosa (1863)
(eBook)
Aventuras de Basílio Fernandes Enxertado (1863)
O Bem e o Mal (1863)
Estrelas Propícias (1863)
Memórias de Guilherme do Amaral (1863)
Agulha em Palheiro (1863)
Amor de Salvação (1864)
(eBook)
A Filha do Doutor Negro (1864)
Vinte Horas de Liteira (1864)
O Esqueleto (1865)
A Sereia (1865)
A Enjeitada (1866)
O Judeu (1866)
O Olho de Vidro (1866)
(eBook)
A Queda dum Anjo (1866)
(eBook)
O Santo da Montanha (1866)
A Bruxa do Monte Córdova (1867)
A doida do Candal (1867)
Os Mistérios de Fafe (1868)
O Retrato de Ricardina (1868)
Os Brilhantes do Brasileiro (1869)
A Mulher Fatal (1870)
O Regicida (1874)
(eBook)
A Filha do Regicida (1875)
A Caveira da Mártir (1876)
Novelas do Minho (1875-1877)
(eBook)
Eusébio Macário (1879)
A Corja (1880)
A Brasileira de Prazins (1882)
A Infanta Capelista (1872) (conhecem-se apenas 3 exemplares deste romance porque D.Pedro II pediu a Camilo para não o publicar, uma vez que versava sobre um familiar da Família Real Portuguesa e da Família Imperial Brasileira)

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Livro da semana: "1089"

Livro da semana: "Todos os caminhos"

Livro da semana: "Desfocado"